“A criança
É feita de cem.
A criança tem
Cem mãos
Cem pensamentos
cem modos de pensar
de jogar e de falar.
Cem sempre cem
modos de escutar
as maravilhas de amar.
Cem alegrias
para cantar e compreender.
Cem mundos
para descobrir.
Cem mundos
para inventar
Cem mundos
para sonhar.”

(Ao contrário, as cem existem – Loris Malaguzzi)

“Do ponto de vista legal, a Educação Infantil é a primeira etapa da Educação Básica e tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança de zero a cinco anos de idade em seus aspectos físico, afetivo, intelectual, linguístico e social, complementando a ação da família e da comunidade (Lei nº 9.394/96, art. 29).”

Do ponto de vista dos pedagogos: “Pintar, desenhar, colar, assim como cantar, tocar, dançar, são coisas que as crianças fazem com gosto. Elas usam muitas linguagens não só para compreender o mundo, mas também para expressar-se.” (Bem vindo, Mundo!)

Pensando nesse aspecto o trabalho com crianças de 0 a 5 anos compreende o universo integral de vida e formação humana de um cidadão. É um trabalho complexo que exige comprometimento, estudos, pesquisas e ações práticas muito acertadas.

A ação educacional da escola de Educação Infantil vai muito além do cuidar e alimentar. Deve contribuir para o desenvolvimento e aprendizagem dos pequenos de forma complexa e integral – “começa pelo tempo de conhecer a criança, segue por alimentar uma atitude de curiosidade pelo mundo...e ao mesmo tempo, necessita humanizar os espaços e as vivências infantis, assegurando a todos uma vida mais sadia, ou seja, um dia-a-dia mais seguro, interessante, bonito e gostoso de viver.” (Bem vindo, Mundo!)